Poemas

Mulher

mulher

Mulher…
Tão especial
que para conhecer
depende da forma como se trata.

Como pode a capacidade, a firmeza e a sabedoria
serem retratadas em uma figura
tão tendente a amar?

E como fugir daquela que nos completa tanto
e nos completa em tudo
e com isso
se completa em si?

Pelo menos eu
estou feliz em um mundo
onde a mulher encontrou o caminho
de ser o que é

Autor: Adeneir Sousa

(Sobre o tradutor)



Ressuscitando a poesia

renascer-da-poesia

Eu sempre quis escrever o melhor dos poemas.
Passei quase uma vida rabiscando papeis,
Descartando rascunhos,
Enchendo lixeiras,
Inspirado no vão.

O alpinista

O-alpinista

Um texto motivador que nos ensina a jamais sepultar os nossos sonhos para simplesmente ser levado pelas opiniões e desejos dos outros. Nossos sonhos é que devem ditar a jornada a ser seguida,  pois são exatamente eles que definirão o nosso sucesso. Querer paz, tranquilidade e comodidade pode ser um sério sintoma da falta de sonhos na vida. Como disse  Zig Ziglar: “Te espero lá em cima.”

A sabedoria verdadeira não se define pelo que outros passaram
Mas pelo que nossos próprios erros e acertos nos proporcionam
E pelo que a dor de nossos próprios sonhos ensina.
O que aprendo com meus erros e sonhos,
Às vezes frustrados.
É uma história diferente,
Uma experiência única;
Que eu somente saberei contar.

Pensar saber tudo pode ser sinal de comodismo.
Só se julga dono da verdade o que conhece poucas saídas.
Estou convicto que é melhor errar sonhando
Do que uma vida esquecida;
Inerte pelo erro,
Congelada pela certeza…
De nunca ter ousado.

Eu não quero saber tudo.
Quero apenas conhecer meus caminhos,
Reconhecer meus passos mesmo que sejam errantes
E talvez chorar;
Sozinho.
Quem escolhe o caminho dos sonhos
Às vezes anda sozinho e chora.
Sem um ombro por perto.

Aquele que já escolheu uma forma mais simples de vida
E caminhos mais planos,
Sem sacrifício, sem risco, sem dor.
São os que ouvem a todos
Menos a si
E amam a segurança, a comodidade, o comum
Que são caminhos do marasmo
Ou forma diferente de se ter chegado a lugar nenhum.

Ás vezes a segura saída e as melhores propostas
São uma tentação à covardia e a desistir de nossos sonhos
E de tudo que gostamos.
Muitas vezes os grandes conselheiros
São os maiores medrosos, que querem trancar nossa vida,
Como trancaram as suas.
Ditam as regras do melhor viver
Mas o que querem, na verdade
É uma forma segura de morrer.

Quem compra flores de plástico
Enfeita sua casa, mas não adorna sua alma
Pois, Já abriu mão do perfume e da delicadeza
De cada ato da vida
E nunca verá
Uma borboleta rara, perfeita;
Atraída
Pelo néctar do novo.

Mesmo que todos escolham acampar
Eu quero subir a montanha,
Mesmo que não o seja na prática,
Sou alpinista na vida.
Morrer na montanha
É chegar mais alto
Do que os que estão vivos no vale.

Autor: Pr. Adeneir Sousa

Saber mais sobre o autor

Delirios da verdade

Delírios-da-verdade

Um texto que nos convida a refletir sobre a verdade e todos os seus efeitos, principalmente aqueles que nos causam tanta dor. Para muitos a verdade pode ser um terrível mal, mas o certo é que ela prevalece nem que tenha que esperar a sepultura trazer as provas de sua soberania.




Diante da verdade me engasgo…
Me sufoco, me maltrato e me descubro
Embora seja de graça a quem a abraça
É dispendiosa demais para o que a pratica
Como é fácil defender as verdades que nos mimam
Como é doloroso aceitar as que nos mata
E que se apresenta diante de nossa cara
Dizendo que nossa vida é uma mentira

Por mais que creia ter visto tudo ainda me assusto
Porque a verdade, na verdade tem um custo
Caro demais…
Para quem se acostumou com as rendas da utopia
Como é bom defender a que nos engrandece
Como é triste praticar a que adoece e aparentemente nos empobrece.

Ela tem o poder de fortalecer seu defensor
Mas a muitos torna cegos
A outros torna mudos
Até os que escolhem passar por bobos ela gera
Pois é sábia demais para habitar no coração dos fracos
E aos que pensam ser sábio o não fazer alarde
Ela rotula de covarde.

Por não suportar o gosto amargo que traz em si
Muitos vendem o engano ou a ilusão
E por um custo muito menor
Compram a mentira que lhe conforta e faz rir…
O que vende a inverdade
Já a adquiriu para si.

A verdade não é para cegos e nem para os que se calam
A verdade é para poucos
Que sabem que defendê-la é tão simplesmente vivê-la
Com todas as suas dores, decepções e paralelos efeitos,
Entre estes a perca…
Quem quer viver a verdade em primor e poder
Primeiro tem que aprender a perder…

Adeneir Sousa

Sobre o autor


A Glória do tempo – Texto e vídeo

tempo

Somos vítimas, senhores ou resultado do tempo.
Que leva e traz.
O que é bom se vai
E volta.
O que é ruim também se vai…
Mas pode voltar.
Mas o que importa é que o tempo
É nosso escultor.
Ele nos molda enquanto passa
E a dôr que volta, já não fere mais.
O tempo ensina e fortalece
E somente ele…
Nos entrega os nossos sonhos, prontos
E cura cada ferida

Portanto, não deixe de sonhar.
Pelo menos um pouco a cada dia
Mas em teus sonhos
Cuidado com o que é vão,
Alheio, Ilusório, vazio.
Por que cada sonho
Exige força
E demanda tempo…
E quando ambos se vão, não voltam.

São os mais felizes de todos.
Os que constroem seus próprios sonhos
E acreditam neles
E plantam sempre sementes de amor
De bondade
E força
E compartilham em risos ou lágrimas
Sem se importar com quem possa colher.

E dão seus passos firmes
Sempre em direção a um melhor Amanhecer,
Não somente para si,
Mas para cada um dos que estão ao lado
Sabendo que sucesso é uma estrada
Que está sempre em construção
E que por ela não se anda sozinho
O sucesso solitário
É o pior dos fracassos.

Só aproveita o tempo
O que com ele aprende a ser forte
E verdadeiro
E deixa de ser resultado do tempo
E usa o tempo
Como um entregador de grandes resultados

Texto: Adeneir Sousa