A lei do exemplo

Cristo nos ensinou como ser o maior sendo o menor e como influenciar pessoas através do exemplo.
Tornar-se um bom exemplo é ser usado por Deus para moldar pessoas e ajustar a sociedade para melhores ações.


Estamos observando que o mundo está ficando cada vez pior, que líderes religiosos estão se corrompendo e que autoridades políticas estão se afundando a cada dia um pouco mais na lama da desonestidade. Muitos pensam que tudo isso é fruto de escolhas erradas. Que determinadas pessoas não deveriam estar no lugar onde estão. Mas o que acontece, na verdade, é que estamos colhendo os frutos de uma sociedade onde os exemplos são os piores possíveis. A origem dos problemas que afetam todas as relações humanas é um só: A falta de pessoas que decidam ser um bom exemplo para outras, oferecendo atitudes boas que se multiplicam. Para compreendermos essa urgente necessidade social temos que partir do princípio de que uma pessoa, em nada se forma sozinha. Ela vai avançando ou regredindo através dos modelos que lhe são deixados. Cristo disse que: “não se colhe bons frutos de uma árvore má e nem maus frutos de uma arvore boa”. Nessa objetiva parábola usada por Jesus, a árvore representa cada pessoa, sua vida e seus exemplos e os frutos são aqueles a quem ela influencia ou vai gerando pelas suas ações. Baseado nesse ensino de Cristo, você acha que um filho pode ser tão desonesto quanto o pai ou que ele irá rejeitar aquilo que recebe como exemplo e procurar um comportamento diferenciado? Claro que a tendência é que esse filho se torne como o pai. As pessoas vão crescendo e sendo formadas a partir dos modelos que recebem e no mundo espiritual também é assim. Os que vão chegando procuram ser exatamente como somos. Será que você tem sido um bom modelo para aqueles que buscam se espelhar em você? Talvez você me diga: nunca percebi ninguém querendo ser igual a mim. Isso pode ser um péssimo sinal. Pessoas realmente boas atraem e geralmente atraem outras pessoas boas. Já as pessoas de exemplos ruins, elas repelem pessoas boas enquanto atraem outras pessoas ainda piores do que elas. Dizem que: “quem somente tem bananas para oferecer, só consegue atrair macacos.” Os bons exemplos não são circunstanciais, são portas que se abrem, e, uma vez abertas podem servir como direcionamento para o restante da humanidade enquanto ela existir.

Quer que algo seja feito? Mostre como se faz! Há muita gente querendo influenciar pessoas com falácias. Elas ficam apenas falando e esperando resultados que nunca virão. Cristo realmente foi o maior de todos os mestres. Poucas vezes O vemos oprimindo ou cobrando algo de seus discípulos se valendo apenas de discursos programados. Ele os ensinou através do exemplo. Foram 3 anos andando juntos, não só falando, mas mostrando a eles no dia a dia tudo que deveria ser feito. Nos seus últimos instantes na Terra Ele ordenou aos discípulos que iniciassem uma nova jornada em suas vidas (Mt 28.19). Com Cristo Eles VIRAM e APRENDERAM e agora iriam FAZER para que mais pessoas também pudessem VER, APRENDER e ENSINAR a outros, e assim, de exemplo em exemplo a Palavra Viva de Deus iria alcançando mais e mais pessoas. (ll Tm 2.2). Na história de toda a humanidade Cristo foi o primeiro a mostrar que um bom exemplo facilita tudo que tiver que ser feito.

No mundo espiritual exemplo é lei. Você já notou o quanto as coisas são difíceis de acontecer na igreja? Muitas vezes culpamos o diabo por isso, mas não é ele o culpado. A verdadeira culpa vem de nossa mania de querer fazer o mundo girar apenas com palavras e discursos recheados de hipocrisia. Se queremos avançar como igreja precisamos compreender o ditado que diz: “Palavras convencem, mas o exemplo arrasta”. Há muitas igrejas fracassadas pela falta do exemplo de seus líderes e também muitos filhos fora da comunhão da igreja ou até mesmo perdidos na vida por que não tiveram bons exemplos adquiridos de seus pais. Se você quer ver os novos crentes amadurecerem, sua família restaurada aos pés de Cristo e seus filhos bem educados como cidadãos e firmes na igreja, saiba que nesses casos, os exemplos não são uma escolha e sim uma lei espiritual a qual não podemos ignorar. Seja um bom exemplo!


Adeneir Sousa
Saber mais sobre o autor Clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>