O perigo de se perder a fé no homem

fe-nos-homens
Bom! Talvez ao olhar o título você logo pense: “Que besteira. A minha fé deve estar firme é em Cristo!” – Em parte concordo, mas quero te convidar a fazer comigo algumas análises mais profundas e esclarecedoras. Pois bem! Responda-me a seguinte pergunta: Através de quê ou de quem Deus se manifesta na terra? Só para trazer mais clareza ao nosso raciocínio, digo que muitos pensam que há pessoas que não gostam de política o que também não é verdade. Todos os homens gostam de política, assim como gostam de futebol e religião. Todos sabem a importância e quão poderosa arma seria a política para mudar o mundo, isso se ela fosse utilizada da forma correta. A realidade é que a política não atrai a maioria das pessoas. Sabe por quê? Não por causa da política em si, mas por causa dos homens que representam a política em nosso país e a fazem de forma errada. Aquilo que seria para benefício comum passou a ser usado de forma egoísta, e, o egoísmo é porta que se escancara para qualquer tipo de corrupção. Quem nunca teve uma experiência ruim com um político? São justamente os homens que fazem a política que denigrem a boa imagem do sistema político em geral, ou seja, quando se perde a fé nos políticos, logo se perde a fé na política e o efeito que vem dessa quebra de confiança é que as pessoas, principalmente as boas e honestas, deixam de ser atraídas pela política, desta forma, ela nunca será um instrumento de mudança como deveria ser. Apesar de ser um dos grandes movimentos de expressão da humanidade, a política é abstrata e não pode ser vista ou utilizada fora da pessoa do ser humano. O homem é a “cara” mais concreta e conhecida que a política tem.

Não enxergamos o sistema político, nem tampouco o sistema religioso. Sabemos que tais sistemas existem e da força que eles possuem por que nos são mostrados através dos homens que os representam. O Próprio Deus, em sua forma literal é um ser abstrato que se manifesta pelo caráter e personalidade do homem.

Eu não sei quanto a você, mas tenho observado que ultimamente o cristianismo tem se revelado um sistema caótico e tristemente corrompido. É impossível passar um dia sem ter informações de um grande escândalo advindo de pessoas que deveriam ser bons exemplos para as demais e legítimos representantes de Deus. São pouquíssimos os líderes cristãos conhecidos nacionalmente que nunca se envolveram ou estejam envolvidos em algo tenebroso e vergonhoso, principalmente quando estão em jogo a disputa por posição e poder. Pare um pouco… Reflita sobre os últimos acontecimentos e encontrará fundamentos para o que estou falando. Eu poderia com muita facilidade citar aqui 10 terríveis “fiascos” atuais de líderes cristãos que são notícia em nosso país em tempo recente, porém, como não quero me tornar pedra de tropeço para os que estão começando na fé, me propus a não mais denunciar de forma clara e explícita as barbaridades que regularmente acontecem em nosso meio, principalmente aquelas que envolvem pessoas mais conhecidas. Muitos não abriram ainda os olhos para o fato de que a igreja “cambaleia” enquanto caminha. O peso dos desajustes de personalidade e as ações dos corações ambiciosos e vingativos de muitos líderes tem sufocado a igreja, fazendo com que ela seja mal vista pela sociedade e consequentemente rejeitada. Há dias que alerto sobre isso: A igreja não deve se conformar com o mundo, mas por outro lado não deve também ser considerada como um perigo para a sociedade e nem ser comparada com associações terroristas, como aconteceu essa semana na mídia; isso pode ser muito perigoso para o Corpo de Cristo.

A igreja de Cristo que deveria ser útil instrumento de salvação e proteção para uma humanidade, que, nunca precisou de Deus como agora, segue de forma cada vez mais acelerada para a perda total da credibilidade. Concordo de forma plena que a nossa fé deve ser firmada em Deus e que ela não deveria ser abalada por más ações humanas, mas como evitar isso se o próprio Deus é representado na terra pelos homens que Ele criou e transformou em templos? Biblicamente, Deus habita dentro dos homens, eles, os homens, foram chamados para ser a exata e visível expressão de Deus nesse mundo. Quando um homem zela por sua imagem, ele está zelando do próprio Deus indiretamente. Quando ele não se preocupa em lançar a própria imagem na lama ele também lança os propósitos do Próprio Deus junto, por que tudo está ali, refletido, impresso e embutido nesse homem. Se o mundo não mais der credibilidade aos homens, por tabela, também não mais darão credibilidade a Deus. Quando o mundo perde a fé nos homens, logo também a perde em Deus. Não adianta você me dizer: “devemos olhar para Cristo e não para os erros dos homens”. Se fosse para seguir esse tipo de conselho, eu poderia muito bem ter ficado no catolicismo romano, adorando os ídolos; ali eu também poderia escolher “olhar para Cristo” e ficar esperando Deus julgar os homens que me induziram ao erro. O mundo nunca deixará de ser impactado pelos erros humanos, a cada erro perde-se mais a fé no homem e a cada erro de um homem de Deus, a igreja perde um pouco de sua essência, credibilidade e poder.

Todo homem de Deus deveria ter essa preocupação: Sempre que estiver prestes a fazer algo errado, procurar pensar em como isso será recebido pela igreja, não só a local que é mais conciliadora, mas a igreja geral de Cristo que é a que absorve maior impacto. O mundo não pode perder a fé nos homens, pois quando isso acontecer, por qual outro meio terá oportunidades de ver a Deus? A Bíblia toda, cobra uma boa postura do homem, principalmente daqueles escolhidos para apascentar ou estarem à frente do rebanho. Ela alerta sobre a necessidade de um bom testemunho e da realização de boas obras. Quando Deus pede para que o homem tenha um bom testemunho Ele não somente cuida do homem, mas também de si mesmo.

Adeneir Sousa
Saber mais sobre o autor Clique aqui


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>