Falsos profetas: Eles estão ou não entre nós?

falsos-profetas
O falso profeta é uma das pessoas malignas e enganadoras da trindade satânica do fim dos tempos. Seus objetivos se resumem em enganar aqueles que foram escolhidos por Deus para um propósito eterno enquanto fortalece e capacita a figura do anticristo. Segundo a Bíblia, sua atuação mais concreta se dará após o arrebatamento da igreja. Esse acontecimento inesperado, repentino e brusco trará muitos transtornos à terra. Nesse tempo, os homens ficarão perplexos, desolados por entes que irão desaparecer sem deixar rastros ou qualquer notícia concreta. A separação repentina e dolorosa mesclada ao sentimento de ter ficado e também a um clima de ameaça constante trarão uma dor tão intensa que certamente afetará o psicológico de todos os seres humanos, fazendo com que passem a sofrer de três grandes males: A dúvida, o medo e a solidão.

Passados os primeiros sustos os homens buscarão respostas básicas que nunca preencherão o vazio que sentirão, principalmente pela falta dos que já terão partido por caminhos da eternidade. Jamais chegarão a uma verdade convincente sobre o que realmente poderá ter acontecido por nunca terem se interessado em conhecer a palavra reveladora em tempo propício. Boatos e boatos, explicações vazias por certo correrão de boca em boca e especialistas em várias áreas da sociologia invadirão todas as mídias tentando tapar a grande lacuna causada pelo inexplicável. Os homens terão necessidade de algo a mais que explicações, por mais fundamentadas que possam ser. A verdade real do arrebatamento será de todas as formas sonegada e as pessoas sentirão falta de algo concreto, lógico, milagroso, sobrenatural e profético que venha preencher a dor e o vazio que sentirão. Não foi sempre essa a atitude do homem em meio a qualquer tipo de crise? Quando ele passa por qualquer desarranjo, imediatamente procura uma saída no sobrenatural e se volta para a religião. É aí que entrará de vez em cena a figura do falso profeta, um aliado forte da Besta e de Satanás.

Ele chegará propondo saídas emergenciais e sinais miraculosos acontecerão, mostrando ao homem o que ele sempre insistiu em ver e acreditar: Que a terra é o melhor lugar que existe, que todas as saídas aqui estão, e, que, bobo é quem não estiver presente para viver os momentos que virão. Tudo isto, confirmado por uma falsa paz proporcionada pelo governo do Anticristo. Ele que invadirá os quatro cantos da terra fazendo com que todas as palavras do Falso profeta se cumpram, se tornem verdadeiras e assim aumente cada vez mais a sua credibilidade entre os deixados para trás. A fé cega e submissa ao falso profeta se dará pela admiração, sinais sobrenaturais, fama, veneração e pelo engano. Os homens desesperados confiarão cegamente nele como sendo alguém que realmente surgiu para defender todos aqueles que se disserem povo de Deus. Defenderão a ele e ao anticristo com a mesma postura que aprenderam e nunca usaram para defender os verdadeiros homens de Deus, subestimando, ridicularizando e até renegando qualquer que se levante contra suas mentiras. Ele virá para tirar o foco da humanidade pós arrebatamento, desviando a atenção para que não percebam a verdade das grandes calamidades que ocorrerão a partir daquele momento.

Mas o falso profeta já está entre nós? A resposta é sim! Hoje existem muitos falsos profetas infiltrados entre nós. Eles trabalham implantando uma nova mentalidade nos cristãos para uma boa recepção ao projeto diabólico que se concretizará na grande tribulação. A Palavra de Deus sempre nos alertou sobre eles: que estariam em nosso meio, atuando com ações quase perfeitas e tocando o coração das pessoas com todo tipo de engano, emoções e mentiras. O espírito do anticristo e do falso profeta mencionado por João (1 Jo 2.18) já atua em alguns homens e mulheres, muitas vezes eloquentes, carismáticos, que aparentam piedade e zelo, mas suas intenções não são verdadeiras. Deixam de ser movidos por Deus para serem estimulados por razões secundárias como o dinheiro, o marketing, a política, a fama e o comércio. Geralmente essas pessoas possuem grandes e convincentes projetos espirituais que geralmente não levam a lugar algum. São usados apenas como coadjuvantes para os diabólicos personagens que surgirão ao final

Mas onde estão eles que não vejo? Essa é a principal característica do falso profeta. Ele não se permite ver por simples sentido humano. Nenhuma atitude anticristã, tanto dos nossos dias como dos vindouros se percebe, ou será percebida, com olhos leigos ou carnais. É algo que se vê somente com a mente, com o entendimento, com o conhecimento de Deus. A tarefa das forças ocultas anticristãs é enganar tão somente os escolhidos, ninguém mais. Entre nós não há outra forma de enganar a não ser tirando proveito da cegueira da alma desprovida de conhecimento e a melhor forma para fazê-lo é sendo um entre nós. Pessoas que não conhecem a verdade de Deus são presas muito fáceis, pois nunca se interessam pela razão, orientação e nem pelo ensino. Preferem substituir toda verdade por obsoletas emoções, pois são atraídas pelo aparente, por fatos meros, pelo glamour, pela beleza, pela mentira, pela imposição, pela eloquência, pela ostentação e pelos espetáculos que lhe são apresentados todos os dias. Essa é a cultura da qual os vilões satânicos da ultima hora: Satanás, besta e falso profeta aproveitarão para assumir toda a liderança religiosa e assim, usá-la em momento oportuno. Eles enganarão os homens que cegamente devotarão amor a eles e os conduzirá por caminhos de destruição de uma forma muito mais acentuada e destruidora do que a que é usada hoje.

“Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores” (Mt 7.15).

“Igualmente hão de surgir muitos [falsos profetas], e enganarão a muitos” (Mt 24.11).

“Mas houve também entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá falsos mestres, os quais introduzirão encobertamente heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição” (2Pe 2.1).

“E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta, vi saírem três espíritos imundos, semelhantes a rãs. Pois são espíritos de demônios, que operam sinais; os quais vão ao encontro dos reis de todo o mundo, para os congregar para a batalha do grande dia do Deus Todo-Poderoso” (Ap 16.13“).

Adeneir Sousa
Saber mais sobre o autor Clique aqui


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>